Trajetória Histórica

2.500 a.C.
“Chineses, egípcios e hindus conhecem os efeitos terapêuticos da massagem nos pés para tratar doenças e aliviar dores.

1850
“O médico americano William Fitzgerald depois que conheceu o método chinês de Zonoterapia, despertou a atenção do mundo médico,  indicando o fato de que a pressão e a massagem de certas zonas têm um efeito definido em ocasionar funcionamento normal em todas as partes da zona tratada, não importando o quanto esta área possa estar distante da parte submetida ao tratamento”.

1930
“Eunice Ingham (1879-1974) mãe da moderna Reflexologia,  valorizou e ampliou os estudos de Fitzgerald.  Mapeou as Zonas Reflexas dos pés e seus efeitos sobre o restante da anatomia até chegar a produzir, nos próprios pés um “mapa” de todo o corpo. Compartilhou seu trabalho por mais de trinta anos viajando pelos Estados Unidos dando palestras em seminários e convenções para: pedicuros, massagistas, fisioterapeutas, naturopatas, osteopatas e também para membros da comunidade médica. Hoje a Reflexoterapia é utilizada em mais de 20 países representados por suas associações.

No Brasil
“Pesquisas realizadas com grande rigor científico na UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) dão respaldo ao que reflexólogos constatam todos os dias em seus consultórios:  toques acertados nos pés, ajudam a tratar males tão diversos quanto hipertensão, enxaquecas, gastrite ou miomas”.

Fontes:
Histórias Que os Pés Contam – Eunice D. Ingham – Ed. Brasiliense – 1978
Reflexologia Podal –  Osni T. Lourenço – Ed. Ground – 2002
Revista Saúde é Vital – nº 240

Comments are closed.